Sexta-feira, 8 de Junho de 2007

A bonecada

Hoje em dia, alguns destes brinquedos seriam ilegais, ou então seriam considerados politicamente incorrectos. No entanto, não os acho  muito diferentes dos brinquedos actuais, apesar de não se mexerem sozinhos e  de sermos nós a criar os efeitos sonoros. Lembram-se das chiadeiras acompanhadas dos gafanhotos que invadiam o  tranquilo lar dos nossos pais? As onomatopeias que tinhamos de inventar para fazer explodir um carro!

 

Os bonecos de cowboys e índios - Normalmente de plástico, mal acabados, monocromáticos ou, no caso dos mais refinados, pintados com as cores quase sempre fora do sítio. Era também comum os cavalos perderem facilmente o equilíbrio pelo que, ao fim de algum tempo, as patas acabavam por ficar tortas e deformadas pelos excessivos "Ficas de pé ou o quê?!"

 

 

 

Os pequenos soldados - também monocromáticos mas com pormenores bastante mais requintados. Lembro-me de ficar a olhar espantado para o rigor conseguido nas expressões das caras e nas rugas das roupas. Também me lembro de perder a colecção ao fim de alguns meses. (creio que o aspirador teve um papel crucial para este fim.)

 

 

 

Playmobil - Estes já pertencem ao Século XX. Havia os playmobiles das obras, da polícia, dos cowboys, dos piratas, da enfermagem, das garagens, etc. Quem tinha dúvidas em relação à profissão a seguir no futuro, comprava um playmobil . Mas maldição: o kit vinha sempre sem o cenário incluído. Onde raios iam eles desencantar na televisão aqueles lagos, aquelas cidades e aquele céu?

 

 

 

 

Lego - O amigo da matemática (sim, foi com os legos que aprendi mentamnete a fazer contas de adição e de subtracção). No início, existiam só cubos. Depois vieram as rodas e mais tarde os bonecos. Umas décadas depois apareceu a colecção do espaço. Depois disto, evoluiu de tal maneira que neste momento existem kites onde não é preciso montar quase nada. Outra característica, era o facto das peças mais pequenas desaparecerem aos poucos (talvez os pequenos soldados saibam algo sobre isto).

 

E assim resolvi problemas do forro logico-abstracto, apurei a minha capacidade de leitura e orientação espacial e desenvolvi as relações socioafectivas . Nada mau!

 

publicado por ikaros às 22:29
link do post | comentar | favorito

.Os últimos 50:

. Pequena história infantil...

. Voltei com um novo espíri...

. Pequena história infantil...

. último post

. O cubo

. 11 de Abril

. A conspiração francesa

. Orlando

. Freya Stark

. Christiane F.

. A CENSURA

. O culto da cultura

. Forguette Mi Note

. Os profetas da desgraça

. Sidarta - Hermann Hesse

. Glam Rock

. Dogville

. Emir Kusturica

. Antoni Gaudi

. Italo Calvino

. Beck

. Papa Luna

. Terry Gilliam

. Friedrich Nietzsche

. Mestre Ambrósio

. Chico Buarque

. O Auto da Compadecida

. Mano Negra / Manu Chao

. A bonecada

. Sexo & Corn Flakes

. Gabriel Garcia Marquez / ...

. La Haine

. Jacques Brel

. Jean-Pierre Jeunet

. Marvel

. Penguin Cafe Orchestra

. The Cure

. Milan Kundera (A Insusten...

. Richard Scarry

. Monty Pythons

. Jogos para a carola

. Dark Cabaret

. Albert Camus

. Os heróis da TV

. Jan Saudek

. Stand by me

. A guerra do fogo

. Margarida e o Mestre

. Hedningarna

. Chapi Chapo

.A lista toda

Abril 2008 Março 2008 Fevereiro 2008 Janeiro 2008 Dezembro 2007 Novembro 2007 Julho 2007 Junho 2007 Maio 2007 Abril 2007 Março 2007

.links

.visitante nº

Web Counters

 

  

blogs SAPO

.subscrever feeds