Sábado, 2 de Junho de 2007

Gabriel Garcia Marquez / Jorge Luís Borges

Realmente, existe na literatura latina um elemento distinto que nos leva a saborear a vida tal como ela é. Creio que se deve ao factor caos. Na realidade temos tendência a escluí-lo da nossa existência, mas quando o aceitamos como parte integrante do mundo este pode torna-se numa força viva bastante criativa.

O sonho é algo que pertence exclusivamente ao imaginário; o desejo é a vontade da sua concretização; e a concretização desta vontade há-de parecer sempre um disparate para os olhos de um terceiros. Porque para este terceiro existe outro sonho, outro desejo e outra forma de agir. E sobre este tabuleiro, Gabriele garcia Marquez coloca as suas personagens e fá-las interagir. E nós, leitores, transformamo-nos em seres omnipresentes, capazes de sentir o sonho de cada indivíduo. Ora entramos no corpo de uma personagem, ora entramos no corpo de outro ou ora planamos no ar a observar a cena ao longe e a questionarmo-nos:  "Mas como raios é que isto descambou?".

A literatura de Gabriel Gacia Marquez, juntamente com a de Jorge Luis Borges, é a melhor que se faz na América do Sul. O primeiro pela honestidade dos carácteres, o segundo pela perversidade do inconsciente. Dois caminhos distintos: do sonho para realidade e da realidade para o sonho.

Surreal.

 

Cem Anos de Solidão (Gabriel Garcia Marquez): História de uma família que vive numa aldeia remota da floresta sul américa acompanhada pelos olhos da velha matriarca. Ciganos, circo, militares, bruxas, estranhas doenças e cacau mágico que permite levitar... há aqui de tudo para entreter um século de aborrecimento.

 

 

 

 

 

 

O Outono do Patriarca (Gabriel Garcia Marquez): É ele que mandava. Ele é que mandava o sol por-se, ele é que ditava quantas horas tem o dia, ele é que vendeu o mar em lotes para os Estados Unidos, ele é que tem centenas de filhos, um testículo inchado do tamanho de uma maçã e mais de cem anos de existência. Foi encontrado morto no luxuoso palácio onde as vacas ruminam e os abutres pululam. Mas estará ele realmente morto? Afinal de contas, ele já pregou esta partida há muito tempo atrás...

 

 

 

 

 

Ficções (Jorge Luís Borges): Série de contos. O primeiro: Falta uma página nesta enciclopédia. Sim: numa anterior publicação estava aqui a descrição de "Orbis Tertius": uma sociedade secreta e todo o conteúdo sobre a sua história, cultura, estudos linguísticos e epistemológicos e onde está fortemente patente o idealismo subjetivo de George Berkley.

publicado por ikaros às 15:09
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Lisa a 4 de Junho de 2007 às 12:40
Um testículo inchado do tamanho de uma maçã....(O Outono do Patriarca)
My brother did have that last year! It was the size of well, yeh, an apple, luckely it went away after a while. No kidding!

Comentar post

.Os últimos 50:

. Pequena história infantil...

. Voltei com um novo espíri...

. Pequena história infantil...

. último post

. O cubo

. 11 de Abril

. A conspiração francesa

. Orlando

. Freya Stark

. Christiane F.

. A CENSURA

. O culto da cultura

. Forguette Mi Note

. Os profetas da desgraça

. Sidarta - Hermann Hesse

. Glam Rock

. Dogville

. Emir Kusturica

. Antoni Gaudi

. Italo Calvino

. Beck

. Papa Luna

. Terry Gilliam

. Friedrich Nietzsche

. Mestre Ambrósio

. Chico Buarque

. O Auto da Compadecida

. Mano Negra / Manu Chao

. A bonecada

. Sexo & Corn Flakes

. Gabriel Garcia Marquez / ...

. La Haine

. Jacques Brel

. Jean-Pierre Jeunet

. Marvel

. Penguin Cafe Orchestra

. The Cure

. Milan Kundera (A Insusten...

. Richard Scarry

. Monty Pythons

. Jogos para a carola

. Dark Cabaret

. Albert Camus

. Os heróis da TV

. Jan Saudek

. Stand by me

. A guerra do fogo

. Margarida e o Mestre

. Hedningarna

. Chapi Chapo

.A lista toda

Abril 2008 Março 2008 Fevereiro 2008 Janeiro 2008 Dezembro 2007 Novembro 2007 Julho 2007 Junho 2007 Maio 2007 Abril 2007 Março 2007

.links

.visitante nº

Web Counters

 

  

blogs SAPO

.subscrever feeds